• STD AMERICA

Montagem de placas eletrônicas no Brasil


Você sabe como funciona o desenvolvimento de placas eletrônicas e sua montagem no mercado brasileiro? Neste texto, entraremos em detalhes acerca dessa atividade na terra tupiniquim.


A placa eletrônica é um produto com alta demanda no mercado, sendo utilizada para as finalidades mais diversas quanto se possa imaginar.


Nesse sentido, é importante ter um produto de qualidade, fornecido por uma empresa de prestígio e com uma atuação sólida, que adote as melhores práticas produtivas. Por exemplo, a escolha do montador de placa é de suma importância para determinar o nível do produto final.


É possível encontrar vários atores que atuam nesse segmento hoje no mercado brasileiro, bastando uma pesquisa na internet para encontrar uma empresa especializada em placas eletrônicas para atender à sua demanda específica. É de destaque a personalização do serviço oferecido, adequado às necessidades de cada cliente.


Contudo, se você está buscando empresas para realizar a terceirização de montagem de placas e produtos eletrônicos, ainda que não seja a área de especialização de sua companhia e seus colaboradores, vamos lhe ensinar quais os pontos importantes que você e sua empresa precisam analisar para uma escolha correta, afinal de contas, a terceirização é importante quando não se tem essa capacitação internamente, e ter uma noção básica acerca do processo produtivo de montagem é muito importante para a escolha desse parceiro, e assim se alcance os melhores padrões de qualidade e eficiência, melhor azeitando a produção e a lucratividade como um todo, além de reduzir custos na fiscalização e no controle de qualidade.


Por isso, neste texto iremos abordar o processo de montagem de placas eletrônicas no Brasil, justamente para dar ao empresário a percepção adequada enquanto tomador de serviços, ou mesmo como agente direto no segmento.


Linha de montagem


A linha de montagem de placas eletrônicas usa tecnologia pode ser automática ou manual, deve incluir ambas tecnologias SMT (Surface Mount Technology) e PTH (Pin Thru Hole), e preferencialmente deve ter processos bem definidos de produção e controle de qualidade, por exemplo, uma certificação ISO9001 ajuda a identificar tudo isso.

Na etapa de montagem com tecnologia SMT, a linha de montagem de placas eletrônicas deve ser equipada com máquinas automatizadas, como impressoras, pick and place e fornos de refusão, e claro, assim como tudo na vida, as máquinas de fabricantes de renome mundial fazem diferença na qualidade final da montagem.


Essas máquinas têm a capacidade de montagem 100% automática , através de processos distintos: 1.- Uma Printer Automática realiza a aplicação de pasta de solda num processo que se assemelha ao processo de um silk screen feitos em camisetas, porém ao invés de tinta na camiseta é aplicada uma pasta de solda em cima dor pontos onde os componentes serão inseridos e soldados posteriormente. Esta pasta de Solda, que também precisa ser de boa qualidade e ser armazenada com muito cuidado em ambiente com temperatura controlada, pode ter duas configurações, e no caso ser com ou sem chumbo.


A programação da linha de produção (software) é realizado dentro da fábrica e se torna peça chave para o bom desempenho e velocidade da produção.


Após o processo SMT, caso seja uma placa híbrida com as duas tecnologias, a linha de montagem de placas eletrônicas migra para a tecnologia PTH, onde componentes eletrônicos são inseridos nas placas de forma automática ou manual nas placas de circuito impresso e, como diz o nome, os pinos dos componentes passam pela placa da parte superior para a parte inferior, face esta onde será realizada a solda através de um forno por onda (Wave Solder) . Chamamos de solda por onda, pois a liga metálica utilizada como solda, fica em forma líquida em alta temperatura formando uma onda, por onde a face inferior da placa passa fazendo contato com esta onda e soldando todos os componentes de uma vez só.


O ideal sempre é buscar uma fábrica que possua linha de montagem de qualidade garantida com máquinas de primeira linha. Que o processo de “Printing” onde é aplicada a pasta de solda, seja preferencialmente automática e não manual, e claro, que a fábrica tenha toda a tecnologia e estrutura que propicie o aumento da performance e produtividade sem comprometer a qualidade.


A importância dos profissionais técnicos na montagem


Uma coisa em comum a todas fábricas, apesar da ênfase dada na tecnologia, exatamente a linha composta pelas máquinas. Mas, o que seria das máquinas sem uma equipe formada por profissionais capacitados e experientes para programar a linha, operar a linha, complementar a montagem, realizar a supervisão, fazer os testes e embarcar o software assegurando a qualidade ao final de todos estes processos?


Portanto, nossa dica é: procure conhecer o histórico das pessoas que lá trabalham, seja dos que comandam ou dos que produzem .


Olhe o quão comprometidas são as pessoas que lá estão, pois disso dependerá a entrega do seu produto.


A linha de montagem de placas eletrônicas é a soma de responsabilidades de uma equipe, necessariamente de alta qualidade e preferencialmente de muita experiência, que precisa receber diversos treinamentos técnicos (por isso a experiência faz diferença) e um rígido controle documental industrial. A equipe é responsável pelo desenvolvimento, manutenção e suporte técnico de todos os componentes da linha de montagem de placas eletrônicas, onde os lotes de teste são montados por meio de análises rigorosas.


Essa avaliação é crítica, pois a qualidade se apoia fortemente na quantidade de vezes que uma determinada atividade será executada repetidamente e tal sucesso e foco nessa repetição, será o resultado para um alto índice de qualidade e produtividade.


A Equipe de engenharia de produção


O suporte técnico da linha de montagem de placas eletrônicas é prestado pela equipe de engenharia da empresa prestadora do serviço. Além de garantir que o processo seja executado dentro de todas as normas, a equipe técnica também executa todas as tarefas relacionadas à linha de montagem de placas eletrônicas, dentre elas:


- Checagem da documentação

- Elaboração das instruções de produção

- Avaliação de alternativas de produção que aumente a performance e reduza custos de processos.

- Localização de alternativas em caso de componentes que estejam em final de vida (obsolescência)


Estas são algumas das atividades realizadas por um time de engenharia, que faz toda a diferença na forma que seu produto será produzido e poderá evoluir.

12 visualizações